Não podemos deixar cair ”A Comarca de Arganil”. Neste espaço, os leitores do pré-extinto jornal têm a palavra. Vamos dizer o que queremos para o novo rosto d’A Comarca, Vamo-nos unir com um único propósito: reeditar o jornal. Assuma a palavra
21 de Dezembro de 2010

 

 

 

 

Com a anunciada publicação do primeiro n.º da II Série do jornal «A Comarca de Arganil» para o dia 23 do corrente mês, interrogamo-nos se deveremos acabar com este movimento iniciado em 1 de Novembro de 2009. Nessa data foi criado um blogue e inserido um primeiro post: «Hoje dia 1 de Novembro de 2009, através deste espaço, foi criada a Liga dos Amigos “A Comarca de Arganil”. Não podemos deixar cair um título com mais de cem anos. Esta é a hora de deixarmos as palavras, temos de agir! Como? Este sítio propõe-se ser um local de encontro para dar a palavra a quem quiser opinar e apontar possíveis orientações para devolvermos à região de Arganil o seu jornal de eleição: “A Comarca de Arganil”. Mãos à obra! Convide os seus amigos a participarem e a juntarem-se à Liga dos Amigos “A Comarca de Arganil”. Contamos com todas as boas vontades. Agradecemos que enviem por e-mail a vossa intenção de se juntarem à Ligahttp://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/2009/11/

 

 

A Liga surgiu após os credores da “Empresa de A Comarca de Arganil, Lda” terem aprovado a sua extinção (18-6-2009). Este facto condicionou toda a nossa actuação. Caso os trabalhadores, seus principais credores não o tivessem feito, o desfecho seria decerto outro, mas não estávamos a par dos acontecimentos em Arganil. Como foi possível a população da Beira Serra, em particular a de Arganil deixar cair um dos seus baluartes com mais de 100 anos?

 

Ao longo do ano, muitas acções se sucederam, algumas do conhecimento geral e outras nem tanto. Recordo, conversações com o antigo Director do jornal, ex-trabalhadores, a Administradora de Insolvência, responsáveis por associações de desenvolvimento da Beira Serra (BS), Câmaras Municipais, Casas representativas dos concelhos BS em Lisboa, pessoas emblemáticas d’A Comarca, jornalistas e colaboradores assíduos da imprensa na região da BS. Sobre tudo auscultámos, por vezes transmitimos as nossas ideias para o futuro modelo do jornal “A Comarca de Arganil”. Estávamos certos de uma coisa, “A Comarca” iria regressar, connosco ou não.

 

A crise cria oportunidades. Em 19 de Novembro publicamos um novo post que veio a projectar, incentivar e acautelar a propriedade do título. Pensamos ter sido o clique. Nele pode ler-se, «Estamos no momento “ZERO”. A empresa de “A Comarca de Arganil, Lda.” vai extinguir-se. Sobra: Tudo, menos as dividas, funcionários e tudo o que não seja recuperável. A empresa acaba mas o título não. Ninguém conseguirá deter a reedição do jornal “A Comarca de Arganil”, ninguém! Mas há uma grande incógnita. Quem será o novo proprietário do jornal? Quem será o novo editor? Que projecto para a Comarca? Será possível manter a Comarca auto-suficiente, independente e sólida? A Comarca ficará ao serviço da região? Ou ficará ao serviço de alguém? Pois é meus amigos, pois é… Não devemos ficar de braços cruzados à espera que as soluções nasçam do nada. Todos podemos contribuir para a solução, é só preciso quererhttp://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/5080.html

 

Depois desse dia tivemos dificuldade de comunicação com todas as pessoas e entidades que tínhamos vindo a contactar para delinear e participar numa solução para “A Comarca”.

Com o aproximar da data para venda em haste pública do título e do espólio do jornal (29 de Abril de 2010) teríamos de fazer algo. Não tínhamos reunido o apoio no seio das gentes de Arganil, teríamos de seguir o nosso caminho contando apenas connosco. No dia 10 de Março alguns dos amigos da Liga tomou uma iniciativa concreta para nos apresentarmos ao concurso de venda do título. Pode ler-se no post publicado, «Foi registada no passado dia 10 de Março do corrente ano a COOPERATIVA NOTICIOSA DA BEIRA SERRA - CRL (CNBS), sob o número 509362087 com CAE principal 58130 e secundário 58140, com o objecto social: Edição de jornais, revistas e outras publicações periódicas, marketing e publicidade, criação e gestão de conteúdos para todo o tipo de meios de comunicação para outras entidades e outros serviços. A CNBS, cooperativa de carácter cultural terá a sua sede em Arganil e tem como principal objectivo, como o seu nome alude, reforçar a cobertura noticiosa da região da Beira Serra, mais propriamente nos concelhos de Arganil, Góis, Pampilhosa da Serra, Tábua e Oliveira do Hospital. É também divisa da CNBS, reforçar e interagir com os laços que unem os nascidos e descendentes das gentes serranas através de todos os meios ao seu alcancehttp://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/2010/03/

 

Quase um mês depois veio a resposta dos “magníficos” de Arganil. Em 3 de Abril de 2010 era publicada no jornal “O Diário de Coimbra” e postado no nosso blogue o anúncio da constituição de uma Fundação sobre a chancela da Santa Casa da Misericórdia de Arganil (SCMA) encabeçada pelo provedor José Dias Coimbra. Nele pode ler-se, «A extinta “A Comarca de Arganil” poderá voltar a laborar, com o impulso de uma comissão organizadora que pretende alcançar esse objectivo através da constituição de uma Fundação, dotada de órgãos estatutários e completamente independentes. O anúncio foi feito na última assembleia-geral da Santa Casa da Misericórdia de Arganil que funcionará como a «fiel depositária de donativos» e oferecerá as instalações da futura Academia Condessa das Canas para o jornal laborar. Para que isso seja possível, é necessário comprar o título daquela empresa que abriu falência, orçado em 35 mil euros e que irá a licitação muito em breve. E para o efeito serão endereçadas cartas, subscritas pelo provedor José Dias Coimbra, a «uma ou duas centenas de pessoas que estejam interessadas em subscrever um valor de 500 e 1000 euros», encontrando-se actualmente já subscritos 5000 euros. Refira-se que a comissão organizadora que pretende criar a Fundação A Comarca de Arganil é constituída por José Dias Coimbra, pelo presidente da mesa da assembleia-geral, presidente do conselho fiscal e tesoureiro da Santa Casa da Misericórdia de Arganil e ainda por António Carvalhais da Costa, António Lopes Machado, Carlos Andrade, Mário Vale, Nuno Gomes, Nuno Mata e Pedro Pereira Alves. Após a compra do título, será nomeado um conselho de administração para gerir e governar a «futura entidade». Até porque, segundo Dias Coimbra, a SCMA, «não tem interesse nenhum nisto», sustentando que o único motivo que o leva a interessar-se por reabilitar a antiga Comarca de Arganil «é a memória de um grande homem arganilense, João Castanheira, que me ensinou que amava a terra e que deu a vida pela Comarca».».

http://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/6098.html

 

Na Liga acordámos contactar com os mentores da Fundação para identificar pontos convergentes. O encontro foi realizado em 20 de Abril de 2010. José Coimbra, provedor, Nuno Gomes, director geral e Jorge Pereira, presidente do CF, pela SCMA. António Neves Pedro pela Liga. Foi constatada a liderança do Professor José Coimbra, Nuno Gomes, o mentor, e Jorge Pereira, antigo Director d’A Comarca’ condenado ao letargo.

Da reunião saiu um acordo de cavalheiros. A Liga, na pessoa de António Neves Pedro não iria a concurso para a aquisição do título e este faria parte dos fundadores da Fundação a criar, nomeadamente no contexto editorial do jornal “A Comarca de Arganil”.

Na Liga nem todos estiveram em sintonia com a solução saída dessa reunião. Prevaleceu o acordo firmado. Mantivemo-nos afastados do processo da venda em haste pública do título do jornal. Foi realizada uma participação monetária de carácter individual.

 

O título foi arrematado no dia 29 de Abril de 2010 pela SCMA pelo valor de € 42.500,00. http://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/7377.html

O título passou para a posse da SCMA em 9 de Julho de 2010.

 

Foi também foi adquirido, em 15 de Julho através da assinatura de um de Acordo Compra/Venda com a Administradora de insolvência, os seguintes itens a acrescentar ao título: Colecção editada / impressa do Jornal “A Comarca de Arganil” correspondente ao período compreendido entre 1931 e 2009, bem como um conjunto de primeiros números editados (1901); Arquivo fotográfico; Maquinaria diversa, num total de 8 Máquinas, com valor histórico, entre as quais o Prelo e uma Intertipy; O mobiliário de montagem tipográfica, assim como letras em chumbo e respectivos separadores; Medalhas, diplomas e outros referentes à história da Comarca; O valor da aquisição cifrou-se em € 13.500,00.


A Câmara de Arganil adquiriu uma única colecção, pelo montante de € 50.000,00 (1901-2009) que possibilitará à Fundação avançar com o projecto do “Museu da Imprensa Regional”.

 

Em 8 de Dezembro de 2010, era anunciada no almoço comemorativo do 87º aniversário da Casa da Comarca de Arganil em Lisboa, e nos jornais “Diário As Beiras” e “Diário de Coimbra” a constituição da “Fundação Memória da Beira Serra – A Comarca de Arganil”, tendo sido a escritura outorgada no dia 6 de Dezembro de 2010 por José Dias Coimbra, Fernando Manuel Dias, Armando Dinis Cosme, António Carvalhais da Costa, Jorge Moreira Pereira, Mário Simões do Vale, António Lopes Machado, Pedro Pereira Alves, Mário Carlos Pereira e Nuno Miguel Gomes, “Os 10 magníficos”. http://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/8572.html http://laacomarcadearganil.blogs.sapo.pt/8876.html

 

Apesar de o processo não ter corrido da forma desejada, o que é certo é que o jornal “A Comarca de Arganil” vai ser reeditado. O objectivo principal da Liga foi conseguido. Além disso os inúmeros números publicados passarão para o domínio público e depois de devidamente tratados serão decerto colocados à disposição da população, nomeadamente estudantes, professores, jornalista e historiadores. Esse facto agrada-nos. Também toda a sinergia criada em torno da compra do jornal levou à criação de uma Fundação, acto que louvamos. Também vamos assistir à criação de um Museu da Imprensa Regional e das Comunidades Portuguesas. Será o novo Ouro da Beira Serra. Esperamos que os guardiões estejam à altura.

 

Com a certeza que amanhã será um novo dia, apostamos vigorosamente no futuro da imprensa regional e local na Beira Serra. Não poder-se-á reescrever a história da “Comarca” sem dar conta de um facto: A acção da “LIGA DOS AMIGOS “A COMARCA DE ARGANIL”.

 

Depois destes acontecimentos pergunta-mos aos amigos da «Liga dos Amigos “A Comarca de Arganil”»:

- Depois de publicado o primeiro número na nova série “A Comarca de Arganil” deveremos extinguir a Liga?

 

Acreditamos que a história não acabará por aqui…

A “Empresa de A Comarca de Arganil, Lda”, será extinta conforme a Liga anunciou.

O jornal “A Comarca de Arganil” vai continuar, como a liga vaticinou.

A CNBS será uma certeza em breve na Beira Serra, conforme os mentores da Liga projectaram!

 

Enviem-nos o vosso parecer. Escrevam-nos para o e-mail, la.acomarcadearganil@gmail.com ou na página do Facebook http://www.facebook.com/ligadosamigos.acommarcadearganil

publicado por anevespedro às 23:10
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO